Spectacle

29.05.2013


Grizzly Bear’s “Ready, Able” (2009).


Agradeço ao Tiago Baptista por me ter chamado a atenção para a exposição Spectacle: The Music Video que abriu a 13 de Abril e fecha a 16 de Junho no Museu da Imagem em Movimento (Museum of the Moving Image) em Nova Iorque — uma instituição dedicada ao entendimento público da arte, história, técnica, e tecnologia da imagem em movimento. Esta exposição é, tanto quanto sei, a primeira dedicada exclusivamente ao vídeo musical por um museu. Informações mais detalhadas sobre o evento e a instituição podem ser acedidas aqui.

Pier Paolo Pasolini: A Heresia do Cinema (3)

29.05.2013


Edipo re (Rei Édipo, 1967).



Porcile (Pocilga, 1969).


Serão mostrados hoje nas Sessões do Carvão, o primeiro às 18:30, o segundo às 21:30, na Casa das Caldeiras.

______________________

“Pier Paolo Pasolini: A Heresia do Cinema”: (1) | (2)

Pier Paolo Pasolini: A Heresia do Cinema (2)

21.05.2013


Uccellacci e uccellini (Passarinhos e Passarões, 1966).



Il vangelo secondo Matteo (O Evangelho Segundo São Mateus, 1964).


Serão mostrados amanhã nas Sessões do Carvão, o primeiro às 18:30, o segundo às 21:30, na Casa das Caldeiras.

______________________

“Pier Paolo Pasolini: A Heresia do Cinema”: (1)

Faith in Images

17.05.2013


Je vous salue, Marie (1985).


Jean-Luc Godard once said: “I’m not a religious person, but I’m a faithful person. I believe in images.”

Atas do II Encontro Anual da AIM

16.05.2013


No III Encontro Anual da AIM, que decorreu em Coimbra entre 9 e 11 de Maio, foi lançado o volume com as actas do II Encontro Anual da AIM, que teve lugar em Lisboa em 2012. O livro electrónico editado pelo Tiago Baptista e pela Adriana Martins pode ser descarregado integralmente ou por capítulo aqui. A minha contribuição chama-se “‘Estejamos Atentos!’: Notas sobre o Cinematógrafo como Reflexões Espirituais” e faz parte da secção dedicada às teorias do cinema.

Pier Paolo Pasolini: A Heresia do Cinema (1)

14.05.2013


Accattone (1961).



Mamma Roma (1962).


Serão mostrados amanhã nas Sessões do Carvão, o primeiro às 18:30, o segundo às 21:30, na Casa das Caldeiras.

Durante os anos 1960, Pier Paolo Pasolini, figura singular do panorama intelectual e artístico da Itália do séc. XX, desenvolveu um cinema à sua imagem desassossegada, explorando as características transnacionais e não classicistas desta nova arte. Sempre ligado à esquerda revolucionária, rejeitou o modernismo, e criou uma visão alargada que convoca a realidade italiana, as narrativas da Grécia Antiga, o legado cristão, e a crítica da ideologia burguesa. Em cada uma destas obras sobressai uma atenção inabalável às condições materiais da história, à consciência política, à densidade da cultura, e ao pensamento espiritual.

Vídeos Musicais e Figuras Abstractas

11.05.2013


“Stupid Girl”.


Apresento hoje a comunicação “Vídeos Musicais e Figuras Abstractas” no III Encontro Anual da AIM, integrada num painel sobre imagem, música, e som. Eis o resumo:

Há vídeos musicais onde os artistas musicais não têm imagens perfeitamente reconhecíveis e são transformados em figuras abstractas ou substituídos por elas. Esta comunicação visa estudar telediscos que correspondem a esta descrição.

O termo “abstracção” será empregue com dois sentidos. Primeiro, como modo de composição no qual as imagens não figuram ou representam o mundo visível. Segundo, como maneira de representar que reduz a quantidade e a singularidade dos detalhes de objectos identificáveis.

Tendo em conta este duplo significado, com fortes ligações à arte experimental dentro e fora do cinema, é possível identificar diversas utilizações da abstracção nos vídeo musicais. A representação abstractizada retrata objectos que são extraídos do seu contexto e cuja imagem é distorcida — em “Into the Void” dos Nine Inch Nails (2000), dirigido por Walter Stern e Jeff Richter, esta representação amplia partes do corpo do vocalista Trent Reznor. A utilização de formas expressivas implica a alteração da textura visual através de um grafismo enérgico e vibrante — em “Stupid Girl” dos Garbage (1996), dirigido por Samuel Bayer, o suporte fílmico das imagens da banda é riscado, pintado, e manchado. O emprego de motivos geométricos empresta regularidade formal à composição visual abstracta — em “Sign o’ the Times” de Prince (1987), dirigido por Bill Konersman, figuras geométricas, linhas, e palavras compõem uma animação.

III Encontro Anual da AIM

08.05.2013


Começa amanhã. Tudo a postos.

Sessões do Carvão, Maio 2013

06.05.2013


Il vangelo secondo Matteo.


15 MAIO · PIER PAOLO PASOLINI: A HERESIA DO CINEMA
18:30   Accattone (1961), real. Pier Paolo Pasolini
21:30   Mamma Roma (1962), real. Pier Paolo Pasolini

22 MAIO · PIER PAOLO PASOLINI: A HERESIA DO CINEMA
18:30   Uccellacci e uccellini (Passarinhos e Passarões, 1966), real. Pier Paolo Pasolini
21:30   Il vangelo secondo Matteo (O Evangelho Segundo São Mateus, 1964), real. Pier Paolo Pasolini

29 MAIO · PIER PAOLO PASOLINI: A HERESIA DO CINEMA
18:30   Edipo re (Rei Édipo, 1967), real. Pier Paolo Pasolini
21:30   Porcile (Pocilga, 1969), real. Pier Paolo Pasolini