Estudante e Orientador de Doutoramento

09.10.2019

Retirei esta imagem da página da Universidade de Kent sobre Investigação/Doutoramento (Research/PhD). Desde que defendi a minha tese de doutoramento em Estudos Fímicos a 8 de Dezembro de 2010 que nunca mais lá voltei. Hei-de regressar. Estudar no excelente departamento de cinema em Kent foi uma das experiências mais gratificantes da minha vida, logo à partida pelo facto de ter beneficiado de uma bolsa de doutoramento da própria universidade. Lembro-me bem.

Na sexta-feira passada, um estudante em Estudos Artísticos na Universidade de Coimbra, Markus Carpenter, orientado por mim, doutorou-se com distinção e louvor. Foi o terceiro, depois do Nuno Malheiro Lopes e da Jô Levy. É motivo de contentamento para mim que cada estudante tenha feito o seu caminho, na liberdade do que querem estudar, aprofundar, conhecer, sem que eu os tenha dirigido. Orientar é, para mim, ajudar a levar um projecto de outra pessoa a bom porto. Muito tenho aprendido. Espero que ela e eles também.