An Acceptable Reference

14.09.2014


Breaking Bad, “Over” (2.10).


It was an unexpected and recent discovery. I found out that The Unacceptable, edited by John Potts and John Scannel (Basingstoke: Palgrave Macmillan, 2013), contains a chapter by Elliot Logan on Breaking Bad (2008-2013) that uses one of the concepts that I have developed in my doctoral thesis: the varied repetition of sequenced units and motifs in television series. Logan also employs the concept of performance motifs, one of the types of motifs that I describe, in his essay untitled “Unacceptability and Prosaic Life in Breaking Bad”. It is a joy to see such a reference and to know that my work on the aesthetics of television fiction series is helpful to others researchers, providing insights into the structure of these works.

CineAvante! 2014

04.09.2014


Pelo segundo ano sucessivo, faço parte da equipa responsável pelo CineAvante! em colaboração com dois camaradas: Nuno Franco e Marta Pinho Alves. A Festa do Avante! de 2014 começa amanhã e este será mais uma vez essencialmente um espaço de difusão do cinema português e de celebração de um cinema que se assume como parte integrante do mundo. Quem o cria e o frui está em simultâneo a habitar o mundo e a reflectir sobre os seus conflitos e dramas, recusando extirpá-lo ao que o faz nascer e lhe dá sentidos. Daí a importância que damos à interacção entre os convidados (realizadores, produtores, programadores, entre outros) e os espectadores.

Destaco este ano o programa de filmes que comemora, a partir de diferentes perspectivas, os 40 anos da Revolução de Abril e a homenagem a Vasco Granja, recordação de um militante do PCP que foi o maior divulgador do cinema de animação em Portugal, nomeadamente através do seu programa de televisão emitido a partir de 1974, ano da revolução. Na sexta-feira, será mostrado o documentário The Act of Killing (O Acto de Matar, 2012) sobre o massacre de comunistas na Indonésia, realizado por Joshua Oppenheimer. O vídeo de divulgação está em baixo.


As Cinzas de Pasolini

02.09.2014

Angola: “Luanda”

01.09.2014


Raymond Depardon (1994).

O Interior: “Fala e Lugar”

14.08.2014


Palavra e Utopia.


A décima crónica que escrevi para o jornal O Interior é uma análise crítica do filme Palavra e Utopia (2000) de Manoel de Oliveira e está acessível aqui. Este texto encerra uma primeira série sobre filmes portugueses. Os próximos artigos continuarão esse trabalho num formato ligeiramente diferente.

______________________

O Interior: “Abraço ao Vento” | “A Vida Ganha” | “Tecer e Voar” | “Os Dias Vastos” | “Música Nocturna” | “Uma Máquina de Passar Vidro Colorido” | “Nomes da Inquietação” | “Liberdade Encarcerada” | “Imagens Arrastadas de uma Cidade”

Dos Olhos às Mãos de Cézanne

31.07.2014


Paul Cézanne, Garçon étendu dans l’herbe (1839-1906).


Robert Walser escreveu um conjunto de textos admiráveis sobre pinturas — em rigor, sobre as histórias desses objectos e das suas imagens. Lendo-os, percebemos que com a palavra “histórias” o escritor designa não apenas a dimensão narrativa que um quadro abre e que cabe ao discurso crítico descobrir e desenvolver, mas também a narrativa do processo de criação de determinada obra. Num curto escrito sobre os pensamentos de Paul Cézanne à luz da sua prática como pintor, Walser escreve:

O que observava tornava-se possuidor de múltiplos sentidos e o que criava olhava-o como se tivesse sido abençoado e ainda hoje nos olha assim.

Ter-se-á o direito de afirmar que deu uma grande utilidade à fexibilidade e à complacência das suas mãos, chegando quase a um estado de exaustão.[1]

______________________

[1] Robert Walser, Histórias de Imagens, trad. Pedro Sepúlveda (Lisboa: Edições Cotovia, 2011), p. 77.

Cinema 5

29.07.2014


The fifth issue of Cinema: Journal of Philosophy and the Moving Image, edited by Patrícia Castello Branco and Susana Viegas, has now been published. The contents may be consulted, read, and downloaded here:

“Editorial: Portuguese Cinema and Philosophy” [ENG.], Patrícia Castello Branco/Susana Viegas

“Editorial: Cinema Português e Filosofia” [PORT.], Patrícia Castello Branco/Susana Viegas

ARTICLES

“The End of History Through the Disclosure of Fiction: Indisciplinarity in Miguel Gomes’s Tabu (2012)”, Carolin Overhoff Ferreira (Federal University of São Paulo)

“Thinking the Revolution in Alberto Seixas Santos’s Mild Manners and Gestures and Fragments”, Luís Trindade (Birkbeck College, University of London)

“Between Narcissism and Repression: The Castration of Female Desire in Portuguese Film – Julia Kristeva and Abjection, the 1974 Revolution, The Siege and Dina and Django”, Érica Faleiro Rodrigues (Birkbeck College, University of London)

“Apprendre chaque jour de nouveaux mots, de beaux mots: le cinéma de Pedro Costa comme scène politique d’une démonstration égalitaire”, Maria del Pilar Gavilanes (École de Haut Études en Sciences Sociales, Paris)

Ne Change Rien (2009): Time is Political”, Patricia Brás (Birkbeck College, University of London)

Tabu: Time Out of Joint in Contemporary Portuguese Cinema”, John M. Carvalho (Villanova University)

“Coexistências nas Margens: Reflexões sobre Douro, Faina Fluvial a partir de Deleuze e Guattari”, Talitha Ferraz (Federal University of Rio de Janeiro/NOVA)

“Narrative Pedagogy on a Train”, Cam Cobb (University of Windsor)

“Paulo Rocha no Cinema Português”, Carlos Melo Ferreira (CEAA, Escola Superior Artística do Porto)

“Imagen y pensamiento en el videoarte portugués actual”, Luis Deltell y Jordi Massó Castilla (Universidad Complutense de Madrid)

“O Lugar da Voz na Construção do Espaço Documental Português: Morais, Mozos e Tocha”, Filipa Rosário (Universidad Complutense de Madrid)

INTERVIEW

“‘Cada filme, mesmo que o realizador não o tenha consciencializado, veicula uma determinada ideia de História’: Entrevista a Susana de Sousa Dias”, by Nuno Lisboa (Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha/Doc's Kingdom)/Susana Nascimento Duarte (Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha/IFILNOVA)

BOOK REVIEWS

Cinema no Estado Novo: A Encenação do Regime”, Sofia Sampaio (CRIA, ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa)

“O Contra-Plano da Morte: Espectres del Cinema Portuguès Contemporani. Història i Fantasma en les Imatges”, Nuno Crespo (IHA, NOVA)

______________________

Cinema: Journal of Philosophy and the Moving Image: 1 | 2 | 3 | 4

Lançamento da Drama n.º 5

19.07.2014


Participo hoje à noite numa mesa-redonda sobre séries de televisão, no contexto do lançamento do número da revista Drama: Revista de Cinema e Teatro dedicado a este tema. Henrique Oliveira e Paulo da Rosária partilharão a mesa comigo, com moderação do Daniel Ribas.

Estudos do Vídeo Musical

16.07.2014


Em Janeiro deste ano foi lançado o primeiro número da Aniki: Revista Portuguesa da Imagem em Movimento, publicação da Associação de Investigadores da Imagem em Movimento (AIM). Hoje foi disponibilizado o segundo número, cujos conteúdos estão acessíveis aqui. Conta com uma recensão crítica assinada por mim a quatro livros-chave sobre o tópico da minha dissertação de mestrado em estudos fílmicos, ao qual tenho regressado ao longo dos anos: o vídeo musical. Pode ser lida e descarregada nesta página. Devo um agradecimento pessoal à editora desta secção, Maria do Carmo Piçarra, pela sua paciência e pelo seu acompanhamento. Obrigado, Carmo.

O Interior: “Imagens Arrastadas de uma Cidade”

05.07.2014


“Intérieur de maison, Lac Tana, Ethiopie”.


Na minha nona crónica para o jornal O Interior, analiso criticamente a curta-metragem Lisbonnenuit (1985) da fotógrafa francesa Françoise Huguier e ligo-a a uma fotografia sua, “Intérieur de maison, Lac Tana, Ethiopie” (“Interior de casa, Lago Tana, Etiópia”, 1989). Pode ser lida aqui.

______________________

O Interior: “Abraço ao Vento” | “A Vida Ganha” | “Tecer e Voar” | “Os Dias Vastos” | “Música Nocturna” | “Uma Máquina de Passar Vidro Colorido” | “Nomes da Inquietação” | “Liberdade Encarcerada”