O Comum da Diferença

07.12.2017


“É p’ra Amanhã”.

Com Variações sobre António: Um Colóquio em Torno de António Variações, a Universidade de Coimbra coloca-se na dianteira, celebrando e reflectindo sobre a obra de um enorme artista português. O evento decorre hoje e amanhã em diversos espaços da cidade. Foi organizado pelo Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura e pelo Curso de Estudos Artísticos da Faculdade de Letras. Toda a informação está disponível aqui.

Tive a honra de integrar a Comissão Científica do colóquio e vou apresentar uma das suas conferências plenárias, hoje à tarde. Dei-lhe o título “O Comum da Diferença: Sobre os Vídeos Musicais de António Variações”. A obra musical de António Variações publicada em vida foi curta. Contou apenas com dois álbuns, Anjo da Guarda (1983) e Dar & Receber (1984). Pouco tempo depois da publicação do segundo, o compositor e cantor faleceu com 40 anos, sem deixar um único vídeo musical associado ao segundo disco. Mas, tanto quanto sei, legou-nos apenas três telediscos de canções do primeiro disco: “Estou Além” (1982), “O Corpo é que Paga” (1983), e “É p’ra Amanhã” (1983). É sobre eles que falarei.