Terra Quente: Retrospectiva do Cinema Africano (1)

29.03.2016


Doa al-karawan (1959).


Al-ard (1969).

Estes filmes serão mostrados amanhã nas Sessões do Carvão, o primeiro às 18:30, o segundo às 21:30.

Se há cinema que pode ser considerado invisível é o cinema africano. A história permite entender a raiz desta invisibilidade. Os impérios pilharam os recursos de África, colonizaram-na para controlar os seus territórios, escravizaram muitos dos seus habitantes nativos. As culturas autóctones foram desvalorizadas e dissipadas em favor das culturas dos colonizadores. O cinema africano só surge verdadeiramente com os processos de libertação nacional, reflectindo conflitos e encontros de séculos. Este ciclo apresenta um panorama de grandes obras criadas por cineastas do Burkina Faso, do Chade, do Egipto, do Mali, da Mauritânia, do Senegal, e da Tunísia, que marcaram a história universal do cinema.

Sessões do Carvão: “Terra Quente: Retrospectiva do Cinema Africano”

28.03.2016

30 MAR.

18:30   Doa al-karawan (1959), real. Henry Barakat

21:30   Al-ard (1969), real. Youssef Chahine

06 ABR.

18:30   Touki-Bouki (1973), real. Djibril Diop Mambéty

21:30   A Luz (Yeelen, 1987), real. Souleymane Cissé

13 ABR.

18:30   Tilai - A Lei e a Honra (Tilai, 1990), rea. Idrissa Ouedraogo

21:30   Samt el qusur (1994), real. Moufida Tlatli

20 ABR.

18:30   Buud Yam (1997), real. Gaston Kaboré

21:30   Abouna (2002), real. Mahamat-Saleh Haroun

27 ABR.

18:30   La Nuit de la vérité (2004), real. Fanta Régina Nacro

21:30   Moolaadé (2004), real. Ousmane Sembène

04 MAIO

18:30   Bab'Aziz (2005), real. Nacer Khemir

21:30   Timbuktu (2014), real. Abderrahmane Sissako

O Cinema ao Espelho (3)

25.03.2015


Mulholland Drive.

As tertúlias “O Cinema ao Espelho” continuam amanhã em Montemor-o-Velho, desta vez à volta de Mulholland Drive (Mulholland Dr., 2001), realizado por David Lynch.
______________________
“O Cinema ao Espelho”: (1) · (2)

Charles Burnett: O Liame do Solo (5)

15.03.2016


Nat Turner: A Troublesome Property (2003).


Namibia: The Struggle for Liberation (2007).

Estes filmes serão mostrados amanhã nas Sessões do Carvão, o primeiro às 18:30, o segundo às 21:30, na Casa das Caldeiras.
______________________
“Charles Burnett: O Liame do Solo”: (1) · (2) · (3) · (4)

Charles Burnett: O Liame do Solo (4)

08.03.2016


Nightjohn (1996).


The Blues: Warming by the Devil’s Fire (2003).

Estes filmes serão mostrados amanhã nas Sessões do Carvão, o primeiro às 18:30, o segundo às 21:30, na Casa das Caldeiras.
______________________
“Charles Burnett: O Liame do Solo”: (1) · (2) · (3)

Antígona, Mulher Levantada

03.03.2016


Die Antigone des Sophokles nach der Hölderlinschen Übertragung für die Bühne bearbeitet von Brecht 1948 (Suhrkamp Verlag).

O n.º 176 da revista Vértice acabou de sair e inclui um ensaio assinado por mim. Tem o título “Antígona, Mulher Levantada” e é sobre o filme Die Antigone des Sophokles nach der Hölderlinschen Übertragung für die Bühne bearbeitet von Brecht 1948 (Suhrkamp Verlag) (1992), realizado por Danièle Huillet e Jean-Marie Straub. O texto partiu das notas que apresentei na Sala Arte à Parte, em Coimbra, a de 21 Maio de 2012. A obra foi escolhida por mim para integrar o ciclo Clássicos no Cinema, organizado pela associação Origem da Tragédia.

Charles Burnett: O Liame do Solo (3)

02.03.2016


Não Durma Nervoso (To Sleep with Anger, 1990).


Conspiração Policial (The Glass Shield, 1994).

Estes filmes serão mostrados amanhã nas Sessões do Carvão, o primeiro às 18:30, o segundo às 21:30, na Casa das Caldeiras.
______________________
“Charles Burnett: O Liame do Solo”: (1) · (2)