Chris Marker (1921-2012)

31.07.2012


La Jetée (1962).

Alta (In)definição

26.07.2012


Mission: Impossible - Ghost Protocol (Missão Impossível: Operação Fantasma, 2011).

Apresento amanhã uma curta sessão integrada na Universidade de Verão, organizada pela Universidade de Coimbra e destinada a estudantes do 10.º ao 12.º ano. Chama-se “Alta (In)definição: Entre Nós e as Imagens Digitais” e terá lugar na Casa das Caldeiras às 9:00.

À Pala de Walsh

25.07.2012

À Pala de Walsh é um novo espaço de escrita sobre cinema da autoria de Carlos Natálio, João Lameira, Luís Mendonça, e Ricardo Vieira Lisboa que vale a pena acompanhar. A publicação surge sob o signo do grande cineasta Raoul Walsh e pode ser acedida aqui.

“O Que é o Cinema?”

17.07.2012


Ninja bugei-chô (1967).

Apresento hoje o quinto seminário de investigação Cinema e Filosofia: Textos e Filmes. A sessão decorre no âmbito do projecto Cinema e Filosofia: Mapa de um Encontro, coordenado por João Mário Grilo no Instituto de Filosofia da Linguagem e do qual faço parte.

Escolhi um capítulo intitulado “What Is Cinema?” do livro The Philosophy of Motion Pictures (Oxford: Blackwell Publishing, 2008) do filósofo estado-unidense Noël Carroll. O seminário é aberto a quem nele quiser participar e realiza-se na sala 1.06 do Edifício I&D da FCSH-UNL a partir das 11:00.

Metropolis

06.07.2012

A revista Premiere foi fechada no final de 2011. A nova publicação online Metropolis reúne a mesma equipa, com algumas novos colaboradores como o jornalista Nuno Galopim e o crítico de cinema Nuno Carvalho, ambos do Diário de Notícias.

A revista pretende ser um espaço de divulgação e reflexão no domínio do cinema, concentrando-se em filmes, livros, bandas sonoras, e séries de televisão. O número zero, que inclui uma crítica minha ao filme Jin líng shí san chai (As Flores da Guerra, 2011) dirigido por Yimou Zhang, pode ser lido aqui.

Frames

03.07.2012


Frames from All That Heaven Allows (1955).

Frames is a new on-line journal published by the film department at the University of St. Andrews. The first issue is packed with articles from renowned film scholars and was edited by my good friend Catherine Grant (University of Sussex), who maintains the tremendouly helpful Film Studies for Free. This issue focuses on the revitalisation of film and moving image studies through the digital. It is imperative reading.